blog

  • Anelise Campoi

Touchless Retail e o retorno parcial do Comércio.

Estamos em um momento que esperávamos acontecer desde que tudo isso começou: a retomada gradativa das atividades comerciais nos grandes centros urbanos. Milhares de comerciantes no estado estão comemorando o dia de hoje por conta desse movimento tão positivo para a economia.


Porém, com grandes poderes, virão maiores responsabilidades. E qual é a nossa responsabilidade neste retorno às atividades comerciais? Nossa função e responsabilidade está nos pequenos detalhes, no cuidado com a interação, na higienização e em seguir à risca as recomendações dos infectologistas que estão estudando o Covid-19.


A tecnologia será uma grande aliada nesse momento, e o varejo já se preparou para esse momento previamente. O ‘Touchless Retail’ é a nova ordem para compra dinâmica. Com o auxílio dos dispositivos móveis, poderemos aproveitar a experiência de compra em sua plenitude, sem perder nenhum detalhe, e mantendo a nossa segurança também.




A realidade aumentada vai ter uma participação ativa neste momento, onde o real e o digital vão parecer um só na tela do seu celular. Como sempre, a IKEA se posicionou anteriormente às demais e já lançou um aplicativo para auxiliar os clientes na jornada de compra online. É só tirar uma foto do lugar onde você quer o móvel específico, e ele aparecerá lá na tela do seu smartphone. Legal né?



E quem disse que a realidade aumentada seria apenas um recurso que a sua sala de estar poderia aproveitar? A Lâncome criou um scanner de pele, que faz o processo de reconhecimento do tom da pele e cria a base PERFEITA para a sua pele. Além de fazer o processo de escanear, a máquina também produz a base, que é chamada de Le Teint Particullier. Este recurso está disponível somente em uma loja no Reino Unido, mas a tendência é que se espalhe rapidamente para lojas do mundo todo.




A Sephora também aderiu à realidade aumentada e tratou de criar um sistema que ajuda na sensação de imersão entre cliente e marca. É possível testar diversas cores de batom e sombras, utilizando a câmera do celular e um aplicativo da marca. O recurso já está disponível em vários quiosques nos shoppings do mundo todo.




Por falar em maquiagem, existe um recurso que mais parece coisa de filme, mas é muito real e já está entre nós. Em 2019. a P&G lançou uma impressora de maquiagem, que consegue fazer a leitura do seu rosto com uma câmera que captura 200 frames por segundo, e processa essas imagens com um microprocessador que diferencia regiões mais claras e escuras para te auxiliar na aplicação da maquiagem. Outra alternativa incrível foi criada pela Seymour Powell, uma impressora capaz de maquiar alguém com base no rosto de uma referência de imagem da internet.


É um momento onde precisamos nos acostumar a uma nova economia, uma forma diferente de comprar e interagir com nossas marcas favoritas. Podemos fazer a diferença nos mantendo seguros e ativos!


E você, ficou esperando por essas novidades também?